Ajuste Feminino, Como Regular Minha Bike?

Ajuste Feminino, Como Regular Minha Bike?

A cada dia que passa vemos mais e mais mulheres pedalando. Elas pedalam sozinhas, em grupos mistos e em grupos exclusivamente feminino.

Algumas mulheres buscaram a modalidade Speed, são entusiastas e tem as que levam a coisa tão a sério, que participam de provas, regionais, nacionais e internacionais.

Assim como em muitas áreas, as mulheres tem se destacado pelo seu comprometimento e dedicação àquilo que elas decidem fazer.

Porém não é preciso um modelo especifico para o público feminino, uma série de ajustes feitos na bike podem te oferecer muito mais conforto e performance, conforme veremos a seguir nesse artigo.

Ajustando o Selim.

Existem modelos exclusivos para elas que proporcionam muito mais conforto, alguns selins ajudam a reduzir a pressão nas regiões de apoio. Nesse caso o ideal é experimentar os modelos disponíveis na loja antes da escolha.

Vale lembrar que o uso da bermuda ajuda muito no conforto e no rendimento. Algumas pessoas ainda tem o preconceito quanto ao uso, mas são mais vantagens do que desvantagens. E existe diferença entre os modelos masculinos e femininos.

E por mais estranho que seja, não se deve usar roupa íntima por baixo da bermuda.

Talvez você não consiga o ajuste perfeito na primeira tentativa. Persista e faça o seguinte passo a passo.

  • Encoste numa parede e sente na bike, com segurança;
  • Escolha um dos pés, fique descalça e apoie o calcanhar que estiver descalço no pedal;
  • Deixe o pedivela alinhado com o tubo do canote do selim;
  • Gire o pedivela lentamente para trás;
  • A sua perna que estiver com o pé descalço, deve se esticar totalmente, porém sem esforço;
  • E para saber se a altura está boa é só girar o pedivela sem que seu quadril fique balançando para os lados. Pronto.
Imagem Meramente Ilustrativa. O é que o pedivela esteja paralelo ao tubo do canote do selim.
Ajustando o Pedivela.

O pedivela é aquele braço duplo onde os pedais estão fixados e que é responsável pelo giro da(s) coroa frontal.

A grande maioria dos pedivelas que temos no mercado tem medidas diferenciadas, podendo ser de 165, 170, 172,5 e 175 mm. Os menores são feitos para bikes femininas de pequeno porte. Eles são produzidos assim porque tem como objetivo evitar que a roda dianteira bata nos pés ao virar o guidão. Por mais estranho que seja, vários acidentes acontecem por causa disso.

O tamanho do pedivela ideal vai depender do comprimento do fêmur da ciclista, do estilo de pedalada que ela busca e da potência. Isso fará diferença para mulheres que buscam alta performance no ciclismo.

pedivela shimano altus
Imagem Meramente Ilustrativa

É uma coisa quase que imperceptível, mas que acontece. Por exemplo, pedivelas muito grandes tiram um pouco da sensação de controle das trocas de marchas.  Esses modelos de pedivela fazem com que a pedalada seja mais pesada porque obriga a ciclista levantar mais os joelhos.

Já os menores  deixam uma sensação diferente, que é a sensação de desperdício de energia, que acredito ser a pior coisa, porque não existe nada pior do que pedalar, treinar e ter a impressão de que não surtiu efeito. Assim como tudo que fazemos na vida.

Se você tem uma estatura mediana ou baixa, o ideal é utilizar pedivelas de 165 ou 170 mm. Caso esteja fazendo a troca de um modelo maior para um menor, é claro que notara diferença até se acostumar, mas a médio e longo prazo seu corpo agradece por não ter lesões.

Quadro.

Os quadros das bikes são medidos pelo Top Tube (Tubo Superior), que tem como objetivo mostrar o seu alcance ao guidão. Além disso, é preciso ter um espaço para que você possa desmontar da bike com conforto e segurança.

O Top Tube não pode ser longo porque seu corpo não poderá ficar esticado, tal posição vai lesionar suas costas, pescoço, ombros, pulsos. As bicicletas próprias para mulheres tem essa grande vantagem, ela é feita sob medida.

top tube da bike
Imagem Meramente Ilustrativa

Geralmente o Top Tube é mais curto e mais baixo, facilitando montar e desmontar da bike. Isso não quer dizer que toda mulher irá atrás de quadro desenhado especificamente para ela, o importante é seu conforto e segurança na bike. E principalmente que os ajustes que forem feitos não causem lesões.

Ajustando as Alavancas de Câmbio/Freios.

Atualmente as bikes já vem com esse sistema integrado, o que facilita a dirigibilidade. Esse ajuste proporciona confiança ao frear e manusear as trocas de  marcha de forma rápida e eficiente.

Alavancas bem ajustas também reduzem os esforços nos pulsos e nas mãos. Você pode pensar, mas isso é quase que insignificante, é besteira, são poucos mm. Mas o maior problema não é tanto os mm, mas sim o movimento repetitivo que você fará ao longo do tempo. Isso sim gera um grande problema, portanto fique atenta.

Ajustando a Mesa do Guidão/Avanço.

Esse nome varia de um lugar para outro, porém é a mesma coisa e é de extrema importância esse ajuste, porque ele também pode evitar lesões nos ombros, costas, mãos, pulso e lombar.

O tamanho ideal dever manter seus cotovelos com uma leve flexão e alcançar o guidão confortavelmente. O ideal é experimentar comprimentos variados até encontrar uma que te deixe confortável.

Caso tenha o tronco menor, vale a pena experimentar mesas mais curtas porque mesas de 100 mm por exemplo te deixaram muito esticada. O ideal é a medida de 80 mm.

Evite mesas mais curtas que 80 mm porque elas deixaram a dirigibilidade da bike comprometida. E pode ser tornar um risco para sua segurança.

Ajustando o Guidão.

O ideal é um modelo que não deixe seus braços muito abertos. Encontre um modelo que tenha mais ou menos a largura dos seus ombros. Guidões muito estreitos dificultam no momento de fazer curvas.

Mas a dica continua a mesma, tudo isso varia de pessoa para pessoa. Toda mulher tem o corpo diferente, cada uma se adapta a um modelo e tamanho diferente de bike.

Por isso, caso você não tenha encontrado a sua medida ideal, procure uma loja especializada para investir sua grana de maneira correta. A melhor coisa a se fazer é um Bike Fit.

Curta, compartilhe com sua amiga que ainda sofre por causa dos ajustes da bike dela.

Bom pedal e fique com Deus.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *