Auto Sabotagem no Pedal? Acontece, Veja…

Auto Sabotagem no Pedal?

Isso é muito mais comum do que você possa imaginar e muitos ciclistas, principalmente os iniciantes, até desistem do pedal que havia programado ou desistem logo quando saem de casa, pois permitem a auto sabotagem.

Isso também é bastante comum quando vai iniciar num grupo. A pessoa cria pra ela mesma uma crença de que: os outros ciclistas andam mais que eu, tem bicicleta melhor que a minha e acabam desistindo de algo que poderia ter sido um divisor de água.

Nesse post vou compartilhar um pouco de crenças limitantes e auto sabotagem.

Auto Sabotagem…

Quem nunca parou para pensar porquê não consigo chegar ao topo da subida? Por que não consigo pedalar daqui até determinado ponto? Por que quando penso em ir pedalar logo vem a preguiça e o desânimo? Por que quando chego no ponto de encontro do grupo logo penso em ir embora, já que vem a minha a mente que vou atrapalhar o rendimento do pedal?

Para entender de onde vem essas sabotagens, você precisa saber que existem as crenças limitantes. Elas são o resultado das interpretações negativas das suas experiências. São pensamentos que limitam e que tem impacto nas suas decisões e consequentemente nas suas ações.

São frases negativas que vem no seu pensamento e que te impede de conquistar o tão sonhado pedal, limitando assim todo o seu potencial. São representados por frases do tipo:

Não posso, não consigo, minha bike é pior que a do fulano, ele pedala melhor que eu, vou atrapalhar o passeio do grupo, não tenho tempo pra isso, sou muito velho pra pedalar, não levo jeito, entre outras.

ciclista auto sabotado, desanimado
Ciclista Sabotado

Infelizmente eles te impedem de fazer escolhas, de viver momentos memoráveis e principalmente de aproveitar as oportunidades. Também interferem diretamente na sua auto estima e na autoconfiança, fazendo se sentir incapaz e com medo de enfrentar os desafios.

Eu tenho uma notícia maravilhosa para te dar: Essas crenças e esse pensamentos podem ser transformados e trocados por crenças que irão te impulsionar e te fortalecer.

Você tem conhecimento das suas crenças?

Provavelmente sim, porque elas estão te impedindo de realizar algo. São as desculpas que você da pra você mesmo, que te fazem sentir impotente diante da simples decisão de pegar a bike e ir (agir). Tenha fé em você…Eu tenho fé em você…

Athos Martins, 27 anos, tem parte do ante braço amputado.

Athos Martins pode, por que você não pode? O que acha de assumir o controle da sua vida? Não da para mudar as escolhas que fez até agora, mas pode mudá-las daqui pra frente.

Você pode curtir momentos inesquecíveis pedalando em grupo ou sozinho e ainda poderá fazer amizades para o resto da vida. É você que decide ficar como está a vários anos ou ter uma vida totalmente transformada. A escolha é exclusivamente sua!

Você quer descobrir qual sua crença limitante? 

Comece observar se aquilo que acredita está te impedindo de iniciar ou continuar alguma atividade.

Exemplos de crenças limitantes…

“As ruas estão muito perigosas, sempre assaltam ciclistas” – O que é realmente perigoso no seu ponto de vista? Todo e qualquer lugar do mundo pode trazer algum tipo de risco.

Quantas vezes desistiu de pedalar ou de comprar uma bike pelo o que os outros disseram do perigo? Você pode e deve agir com prudência e evitar lugares perigosos, mas não se privar de simplesmente viver a vida.

“É só uma palavra” – seja qual for a palavra que te falaram, ela não te define. Pode ser que tenham te chamado de fraco, que você não irá pedalar, que você não consegue. Relaxe. Não se apegue, no seu íntimo você sabe que isso é mentira. O que existe é uma força colossal ai dentro.

Mude seu mindset, comece treinar e se afaste dessas pessoas que te puxam pra baixo. Conviva com pessoas que te impulsionam. Sabia que você é a média das pessoas com as quais convive?

ande com pessoas que te ajudam
Pedale com quem te impulsiona.

“Histórias que contamos para nós mesmo – contamos mentiras para nossa mente e o pior é que elas se tornam verdade e nos tiram da rota. Por exemplo: a estrada está suja, tem muita poeira, o tempo fechou, o pneu murcho, o selim solto, minha bermuda está apertada, entre tantas outras coisas que pensamos.

Use o bom senso, os dias que não estiver bem pare, você não precisa provar nada para ninguém.

“Pedalar contra o vento –  Quem gosta? Poucos, mas o vento pode elevar seu desempenho. O pensamento correto é: não vou desistir, sabe por que? Porque sairei desse pedal mais forte e com mais resistência física. Em alguns momentos o vento vai ser favorável e vai te conduzir com mais tranquilidade.

Você não pode controlar o vento, mas pode se adaptar e continuar. É uma escolha.

“Aquele grupo tem ciclista que não ajuda” – o fato de alguém ter dito que em determinado grupo tem ciclistas que não ajudam, não quer dizer que o mesmo acontecerá com você. Concorda? Já imaginou quantas pessoas deixa de conhecer se apegando nessa crença? Tem muita gente boa pedalando.

Eliminando as crenças limitantes…

Num local onde não será interrompido, pegue um papel e uma caneta e anote, essas que coloquei como exemplo e outras que venham a sua mente. Ex: minha crença limitante é em relação ao perigo de assalto. Pode ser que você não veja uma maneira de superar isso. Seu cérebro busca meios para retrair, mesmo que inconscientemente.

Identificou sua crença? Agora vamos encontrar a causa dela?

Geralmente elas estão conectadas com algo que ocorreu na sua vida. Críticas, situações onde passou algum tipo de constrangimento ou até mesmo experiências traumáticas.

Até os 12 anos de idade estamos sendo construídos, então leve em conta que algo que você passou nessa fase pode te acompanhar por um determinado tempo. E o mais impressionante é que essas situações não condizem com a sua realidade, é só o que “VOCÊ” acredita ser real.

Num momento só seu, se pergunte: Tenho crenças limitantes? De onde elas vieram? Qual prova tenho de que são reais e que acabo aceitando e me entregando? Que forças existem dentro de você, as quais você reconhece aqui e agora como grandes limitadores para não realizar seus pedais?

Defina seu objetivo…

Talvez não tenha percebido, mas geralmente elas aparecem quando você define algum objetivo.

Você decide comprar uma bike, dai liga os telejornais ou entra nas suas redes sociais e sai a notícia que assaltaram um ciclista na sua cidade. Pronto, na sua cabeça já vem o pensamento: eu sabia, não era pra mim comprar a bike mesmo, é um sinal. Você acaba de se auto sabotar. Solução?

Estipule um prazo, defina a bike que quer comprar, direcione seus recursos e potencial para essa meta e faça.

Substitua suas crenças…

A maneira mais eficaz é substituir as crenças negativas por crenças fortalecedoras, porém você precisa estar decidido e comprometido a essas mudanças. Fazer de coração aberto, caso contrário nada vai acontecer. O que posso fazer?

Escreva na página de um caderno suas antigas crenças, faça uma coluna e escreva as suas crenças fortalecedoras ao lado. Ex: Tenho medo de pedalar nas ruas, substitua por eu não tenho medo de pedalar nas ruas. Antes eu tinha, agora não tenho mais porque sou precavido, ando em grupo, pedalo somente durante o dia, passo somente em ruas movimentas. O que fizer sentido pra você.

Ciclista com Crenças Fortalecedores.
Ciclista com Crenças Fortalecedores.

Escreva suas crenças fortalecedoras num local onde possa ser visto com frequência, na porta do guarda roupa ou no espelho, onde ficar melhor. Você precisa condicionar seu subconsciente.

Não se esqueça. Isso é um hábito diário e só deixará de ser uma crença limitadora quando não houver mais questionamentos.

Sempre que você conseguir super um obstáculo, vibre, grite, comemore com você mesmo, porque foi capaz e é capaz de muito mais. Tenha uma postura vencedora.

Substitua o foco do ciclismo, faça o mesmo na sua vida pessoal e profissional.

Compartilhe com seu amigo(a) que precisa, comente se você tem ou já teve alguma crença limitante e o que fez para mudar seu mindset. Eu gostaria de saber.

Bom pedal e fique com Deus.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *