Câmara com Bico Grosso ou Bico Fino? Borá descobrir…

Câmara com bico grosso ou bico fino?

Muitos ciclistas ainda tem dúvidas sobre esses dois sistemas de câmara de ar, principalmente os ciclistas iniciantes. Hoje encontramos diversos vídeos e artigos falando sobre as vantagens e desvantagens da câmara com bico grosso ( Schrader) e da câmara com bico fino (Presta).

Como o ciclismo é uma tendência no Brasil e no mundo, com certeza não serei a última pessoa a falar sobre esse tema, para mim o que é válido é você sanar suas dúvidas e ver qual tipo de câmara supri suas reais necessidades.

Parece que é só uma câmara com uma válvula diferente da outra, mas as diferenças, as vantagens e as desvantagens vão muito além do que vemos. Atualmente esses são os dois modelos de válvula presentes nas câmaras de ar das bikes.

Curiosidades:

Bico Grosso, Schrader – quase todos os veículos do mundo utilizam esse sistema, inclusive aviões. Seu nome se dá em virtude do sobrenome do alemão que a inventou, August Schrader em 1893. Nessa época August fez parceria com Charles Goodyear, e ainda hoje é o sistema de válvula mais utilizado no mundo.

câmara bico grosso
Câmara Bico Grosso, Schrader

Seu sistema de vedação é feito por uma mola interna que é empurrada para dentro para que o ar entre e saia da câmara.

Bico Fino, Presta –  é utilizada em larga escala nas bikes Speeds ou MTB, desde os modelos intermediários até as topo de linha. Foi inventada exclusivamente para ser utilizada em bikes. Seu inventor foi um francês chamado M.Sclaverand em 1900 para a fábrica também francesa Zéfal. Que a propósito produz acessórios top para bikes.

câmara bico fino
Câmara Bico Fino, Presta.

Nesse caso a pressão do ar dentro da câmara é que vai manter a válvula fechada, esse sistema evita vazamentos na hora de bombear ar, ou seja, é mais segura que a válvula de bico grosso e a calibragem é mais exata.

Esse sistema é o mesmo utilizado em aros para pneus sem câmara, (Tubeless). Leia também, Como evitar furos nos pneus.

Vantagens da Câmara Bico Grosso:

Esse sistema é mais robusto (8mm diâmetro), no momento da vulcanização atinge uma área maior na câmara, tornando o conjunto mais resistente.

Pode-se calibrar o pneu em qualquer posto de gasolina e borracharia, os compressores já vem equipados com adaptador para esse sistema.

Em caso de danificação da válvula, encontramos peça de reposição em praticamente todas as borracharias e lojas de pneus.

E na hora de encher os pneus com bombas portáteis não é preciso tanto cuidado com a válvula, já que ela é mais resistente.

Desvantagens da Câmara Bico Grosso:

É preciso estar sempre fechada com a tampinha, porque acidentalmente pode acionar a válvula e descalibrar o pneu. Seu sistema interno é mais frágil que a de bico fino e mais sujeito a corrosão.

Como não tem porca de fixação elas tendem a entrar no aro ou entortar, dificultando a calibragem e obrigando o ciclista a ter que desmontar a roda para corrigir o bico. Por ter o bico revestido em borracha também tem a desvantagem de ser um pouco mais pesada.

Seu mecanismo oferece maior resistência da entrada de ar, o que atrapalha bastante encher o pneu com bombas portáteis, é necessário um esforço muito maior do ciclista. Toda vez que a câmara for bombeada, esse sistema ocasiona vazamentos, fazendo com que a calibragem não seja tão precisa.

Vantagens da Câmara Bico Fino:

O diâmetro da válvula é menor (6mm), por isso o orifício no aro também é menor, tornando-o mais leve. E como a área de vulcanização da câmara tem um diâmetro menor, consequentemente as rodas ficam com balanceamento mais preciso.

Como esse sistema de válvula não tem mola, ela não apresenta resistência do ar ao encher o pneu com bombas portáteis, consequentemente o ciclista faz menos força. E a calibragem é mais exata por não ter tanto vazamento no processo de enchimento.

Desvantagens da Câmara Bico Fino:

Sua maior desvantagem é a fragilidade do bico se comparado ao bico grosso, pois ele entorta facilmente no momento de encher com bomba portátil. Quando danificado não tem peça de reposição, mesmo porque seu encaixe fica dentro da câmara.

Exigem uso de adaptadores para calibrar em postos de combustível. Para bikes equipadas com esse sistema de válvula é aconselhável utilizar bomba com mangueira, ou bomba de oficina como são chamadas.

adaptador de bico grosso para bico fino.
Adaptador de bico de 6mm para 8mm.

Dica do Dicas – Se você usa bomba portátil e sua bike está equipada com câmara de bico fino, sempre que for encher o pneu, apoie suas mãos na ponta da mesma, pois se ficar mexendo de um lado para outro sem apoio, o bico pode se romper.

apoio mãos na bomba portátil
Apoio das mãos na bomba portátil.

Por favor se a roda da sua bike é para utilizar válvula de bico fino meu conselho é não alargar o buraco para colocar câmara de bico grosso, isso pode enfraquecer e danificar a roda da sua bike. Porém o contrário pode ser feito sem problemas. Pode parecer bobeira aumentar um furo de 6mm para 8mm, mas faz diferença.

Para calibrar o pneu da sua bike em postos de combustíveis você precisará de um adaptador, ele é feito em alumínio, é super leve e também fácil de se perder, por isso minha dica é que deixe ele sempre rosqueado na bike.

adaptador de bico fino para bico grosso,
Adaptador de bico fino para bico grosso.

E não se esqueça que é preciso desatarraxar o bico antes de encher o pneu. E no caso de quem usa adaptador, precisará desatarraxar o bico, rosquear o adaptador e depois calibrar.

Desatarraxar antes de calibrar.
Desatarraxar esse bico antes de calibrar.

Se após desatarraxar o bico você sentir que a bomba está travada, que você força e ela não enche, aperte o bico fazendo com que saia um pouco do ar e depois conecte a bomba e tente novamente. É normal acontecer isso nesse sistema de câmara.

E quando estiver na estrada, numa trilha ou em qualquer lugar e furar a câmara da sua bike, não se esqueça de juntar a câmara velha e jogar num local apropriado. A natureza agradece.

Comente, compartilhe com seus amigos(as) de pedal.

Deus abençoe e bom pedal.

5 Comentários


    1. Obrigado José Carlos, devido a muita correria do trabalho tenho escrito menos artigos, mas nunca deixo de escrever, pois as bikes são minha paixão. Obrigado pela participação e bom pedal, fica com Deus. Abração.

      Responder

  1. Explicação simples e clara. Do jeito que tem de ser. Ainda prefiro o schrader, pela robustez e pela compatibilidade com compressores. Pra mim, a grande desvantagem dele é que quando o pneu está muito murcho, o bico entra pra dentro do furo. Isso é irritante. Se os fabricantes resolvessem gastar mais R$:0,05 e fazer o bico 10mm mais longo, resolveria este problema. Ou então poderiam fabricar o bico schrader com uma rosca externa para fixá-lo com uma porca, igual ao presta. Teríamos a robustez e compatibilidade do schrader, com a praticidade do presta. Mas isso nunca vai acontecer. Parece que as pessoas que trabalham nas engenharias das fábricas de câmaras, nunca andaram de bicicleta…

    Responder

    1. Outro motivo pelo que não uso o presta, é que já tive de trocar a câmara no meio da lama e da chuva, porque quebrou aquele pescocinho da rosca, na ponta do bico. Isso também foi irritante.

      Responder

    2. Bom dia Carlos Eugênio, obrigado pela sua participação. Fico muito feliz que tenha gostado do artigo, o objetivo do Dicas de Pedal é realmente trazer informações de forma simples e objetiva.
      Em breve teremos uma outra categoria que será a Avaliação de Produtos, onde farei testes deles e postarei os pontos positivos e negativos dos mesmos.
      E quanto ao bico grosso ou bico fino, tenho uma MTB com bico grosso e uma Speed com bico fino e adaptador, até mesmo porque o aro da speed não comporta bico grosso por causa da sua espessura.
      Mas a minha preferência é pelo bico fino, tendo o adaptador podemos calibrar em qualquer lugar.
      Grande abraço e bom pedal.
      Qualquer dúvida estou a disposição.

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *