Como evitar furos no pneu? Descubra agora…

Um dos objetos que mais proporcionam conforto aos nossos pedais é também o mais vulnerável da bike, ele fica exposto a tudo o que tem na rua e nas trilhas. Durante o pedal não podemos simplesmente ficar com o olhar fixo no chão cuidando só dos objetos que passarão sob os pneus.

E mais cedo ou mais tarde essa exposição excessiva dos pneus pode nos surpreender com talvez uma das coisas mais chatas enquanto pedalamos… pneu furado.

E pode ser que  isso aconteça mais de uma vez no mesmo dia.  Eu já tive o desprazer de ter o mesmo pneu furado 3x no mesmo dia. Mas existem maneiras de aliviar esse desconforto.

Nesse artigo vamos comentar um pouco sobre algumas maneiras disponíveis no mercado de se driblar os furos. Isso não quer dizer que se você fizer uma das coisas a seguir o seu pneu nunca mais vai furar, mas já ajuda bastante.

Galera, lembrando que aqui não será comentado e nem será ensinado como remendar uma câmara e nem trocá-la, falaremos desse assunto em outra oportunidade.

Fita anti furo.

As fitas anti furo são extremamente eficientes, elas são colocadas entre a câmara e o pneu. Protegem sua câmara contra pregos, espinhos, detritos, caco de vidro e outros objetos cortantes e pontiagudos.

Nessas variedades de inimigos dos pneus está o famoso arame de pneu, ele parece um grampo, é bem pequeno e fino e tem aos montes principalmente quando rodamos pelas BR’s. Geralmente são os pneus de caminhão que soltam esses arames.

fita anti furo

A fita reduz a possibilidade desses objetos penetrarem na câmara, ela é um tipo de obstáculo para esses objetos cortantes.

Vale lembrar que a fita só é eficiente na banda de rodagem do pneu, objetos cortantes podem furar ou cortar as laterais do pneu.

pneu com fita anti furo

Ela pode ser reutilizável, ou seja, pode ser tirado de uma bike e colocada em outras.

Num geral são divididas por cores, por exemplo: as de cor verde são para bikes de aro 29, as de cor roxa são para as híbridas e de estrada e as de cor vermelha são para as bikes de aro 26.

Geralmente são vendidas por unidade e custam em média R$ 25,00 cada. E também tem fabricantes que vendem case  já com o par. Esses custam em média R$ 40,00

Líquido Selante para Câmara de Ar 

Aos pouco ele tem caído no gosto da galera, de uns tempos pra cá bastante ciclista tem optado por esse “líquido quase milagroso”. Mas como isso funciona? Vamos descobrir agora.

Esse selante tem como principal objetivo selar a câmara de ar de pequenos furos e tem se mostrado uma maneira barata e bastante eficiente de evitá-los.

No caso das câmaras de ar Schrader, bico grosso, é necessário retirar a válvula e injetar o líquido através do bico. As câmaras de válvula Presta, bico fino, também tem a possibilidade de injetar o líquido, mas somente alguns modelos. Procure uma loja especializada para saber se sua câmara de bico fino comporta tirar a válvula.

aplicação selante
Após a aplicação gire a roda durante uns 5 minutos para espalhar o líquido.

Conforme a roda vai girando, o selante se espalha e se transforma numa fina camada por todo o interior da câmara. No momento que algo a perfurar, o ar pressiona o selante para dentro do furo e por ser um líquido grudento, ele entope e tapa o furo.

Pesquisem bem antes de comprar o selante, porque existem marcas e modelos que funcionam bem e as que não funcionam. Das marcas que conheço com melhor custo x benefício são TecTire e Kronyo.

Galera, não se esqueçam que só funciona para pequenos furos e cada câmara de ar tem sua dosagem correta. Vide indicação na embalagem do selante.

Pneus Tubeless.

Afinal de contas o que quer dizer isso?

Tube – câmara de ar. Less – menos. É ausência da câmara de ar.

No português claro, são os pneus sem câmara. Para isso é necessário que o pneu, o aro e o bico sejam especiais.  O aro deve ser totalmente vedado para que o ar não saia nem pelos niples, nem pela válvula e nem pela lateral onde os pneus se encaixam.

A aplicação é bastante simples, basta pegar duas espátulas e abrir um espaço entre aro e pneu e derramar o selante. Após a aplicá-lo gire a roda por uns 5 minutos para espalhar o produto.

aplicação selante tubeless

Conforme a roda gira, o líquido vai se prendendo nas paredes internas do pneu. Quando um espinho, por exemplo, perfura o pneu, o ar pressiona o selante contra o furo. Impedindo que o ar saia do pneu.

Outra grande vantagem dessa tecnologia é que o ciclista pode utilizar menos pressão nos pneus, consequentemente, ganhando mais conforto, mais tração e aderência. Diminui também o peso do conjunto aro/pneu.

Você pode transformar as rodas, a câmara e os pneus comuns da sua bike em Tubeless. Hoje já existem kits para realizar essa conversão, mas é preciso trocar seus pneus.

O ideal e mais indicado é que seja um pneu próprio Tubeless, mas caso não queira investir tanto assim para a conversão, utilize então pneus convencionais de kevlar, sem arame na armação.

Atenção. Pneus normais com armação em arame não são compatíveis com essa tecnologia.

Nesses kits acompanham os dois bicos, o dois selantes e as duas fitas para vedar as rodas. A grande desvantagem é que essa conversão não é muito barata, a começar pelo próprio kit.

kit tubeless

Esse selante tem validade de aproximadamente 2 meses. Fique atento a esse dado, para que ele continue sendo eficiente e você não seja pego de surpresa no pedal.

Conclusão.

Todo ciclista deve considerar utilizar ou a fita anti furo ou o selante, isso vai te dar mais segurança e mais tempo pra curtir seu pedal.

O líquido é super eficiente para os pequenos furos e acredito que uns 90% deles são feitos por pregos, espinhos e arames. O selante te dará mais segurança nas pedalas, pois a preocupação com pneu furado é quase zero.

Nas minhas bikes uso a fita anti furo, já que rodo com minha Road Bike somente no asfalto e com minha MTB geralmente ando asfalto e estradas de chão.

Pra quem curte trilhas o selante com certeza é mais eficiente. Vale lembrar que os pneus mais gastos furam com mais facilidade.

Se você curtiu o post e se suas dúvidas foram esclarecidas, curta, comente e compartilhe com seus amigos.

Bom pedal e fiquem com Deus.

9 Comentários






  1. Amigão bom dia, acho super interessante a dica, mas quem fura é a camara de ar e não o pneu

    Responder


  2. Gostei do seu texto, fiquei curioso quanto a marca do pneu, você indica algum como nos modelos veicular que tem marcas como Pirelli e GoodWear ou qualquer marca é boa?

    Caso recomende, onde posso encontrar?

    Sou de Matelândia e não temos muitas opções por aqui.

    Excelente trabalho, continuarei a acompanhar.

    Responder

    1. Boa noite Fernando.
      Fico muito contente que tenha gostado do artigo.
      Quanto as marcas e modelos te indico: Continental Race King, Maxxis Crossmark, Kenda Small Block, Michelin Wild Racer, Bontrager XR1.
      Fernando, das marcas citadas acima, somente a última, Bontrager custa em média R$350,00. As demais custam em torno de R$170,00 cada.
      Aqui em Foz do Iguaçu tem uma loja chamada A Super Bike lá você encontrará alguns desses pneus e a outra que indico é a loja virtual Bike Point, de Santa Catarina.
      Espero ter ajudado em seu comentário. Tamo junto.
      Grande abraço.

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *