Horário de verão, 11 Dicas para pedalar em segurança. Bora descobrir…

No ano de 2008 teve início nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste, o Horário de Verão. São beneficiados por essa medida 10 estados brasileiros e mais o Distrito Federal. Eles adiantam os relógios em uma hora. O objetivo do horário de verão é aproveitar o período da luz solar e com isso gerar economia de energia elétrica.

Estudos já revelam que o horário de verão não tem mais relevância no Brasil, mas mesmo assim esse ano o horário iniciou no dia 15 de outubro e vai até 17 de fevereiro de 2018. O horário de verão de 2018 já tem data definida e terá início no primeiro domingo de novembro e terminará no terceiro domingo de fevereiro, como acontece atualmente.

Vamos aproveitar que temos uma hora de sol a mais todos os dias e ainda tem quase 2 meses de horário de verão pela frente. Bom para curtir a família e os amigos pedalando, ou até mesmo treinar sozinho.

Mas é preciso ter alguns cuidados para tornar seu pedal mais seguro e confortável durante esse período. Vamos ver?

Melhor horário…

Sem dúvida o melhor horário para pedalar são as primeiras horas do dia ou final da tarde. Seja em treinos mais intensos ou passeios.

Local adequado…

Capitais como São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Curitiba tem parques com espaços destinados a prática do ciclismo, ideal para quem está iniciando ou quem vai levar crianças para pedalar. São locais perfeitos para quem não curte muito sol.

ajudando pedalar.
Parque destinado ao ciclismo.

Normalmente durante o horário de verão esses locais funcionam até mais tarde, e se sua cidade não tem uma estrutura dessas para pedalar e você é iniciante,  procure bairros mais tranquilos onde tenha pouco fluxo de veículos.

Tem cidades que bloqueiam ruas e avenidas para incentivar a pratica do ciclismo. Em algumas cidades isso acontece durante a noite e em outras acontece nos domingos de manhã.

Alguns cuidados a serem tomados…

Se você usa a bike no dia-a-dia para ir trabalhar, o ideal é carregar uma mochila  para uma troca de roupa assim que chegar no escritório. Utilize roupas leves e confortáveis. Se tiver estrutura para uma chuveirada é ainda melhor. Evite carregar excesso de peso.

Protetor solar…

Não se deixe enganar pela brisa que bate no rosto enquanto você pedala, use protetor solar sem dó, passe nas áreas do corpo que ficam mais expostas. Rosto, pescoço, nuca, braços, pernas e colo. E não esqueça, se você for pedalar num dia sem sol, porém bem quente, passe o protetor mesmo assim, o mormaço é ainda pior.

O ideal é procurar um médico de sua confiança para saber qual melhor protetor indicado para sua pele e tipo de atividade, já que existem protetor solar em creme, spray, comprimido e etc.

Hidratação…

Essa com certeza é a coisa mais importante a se fazer durante a pedalada, mesmo em trajetos curtos. Com uma ou duas garrafas, em trajetos longos usando mochilas de hidratação (de 1 até 3L), a hidratação é essencial e não pode ser deixada pra depois.

Caso sinta muita sede durante o pedal, cuidado, pode ser sinal de que seu corpo já esteja sofrendo um processo de desidratação.  O ideal é tomar um pouco de água a cada 10 ou 15 minutos.

hidratação
Hidratação sempre.

Dica bônus para squeeze térmica: coloque água até a metade da squeeze e depois coloque-a no freezer. Antes de pedalar encha o restante com água gelada. Conforme o gelo vai derretendo sua água se mantém super gelada. Isso mantém a água gelada em torno de 2hs. Sempre levo uma squeeze com água e outra com isotônico.

Use roupas adequadas…

As roupas de ciclismo são confeccionadas para que o ciclista extraia o máximo de benefício delas. Elas são produzidas com tecnologia que elimina suor, tem proteção contra os raios ultravioleta. Leia em: Roupas de Ciclismo? Preciso mesmo? Descubra aqui…

Se você se sentir confortável pode usar camisa de ciclismo de manga longa e calça, para uma maior proteção do sol. Isso não dispensa o uso de protetor solar para o rosto e pescoço.

roupa ciclismo manga longa
Roupa ciclismo manga longa.

Alguns ciclistas também gostam de usar os manguitos e os pernitos, eles são bem práticos. Só não esqueça de pedir para o verão, eles são confeccionados em tecido mais leve e fino que o manguito para inverno.

Lenços e bandanas…

A cabeça parece estar bem protegida por causa do capacete e dos cabelos, mas não se iluda. Ela é uma das partes do corpo que mais está exposta ao sol durante o pedal.

Alimentação leve…

Alimentos de fácil digestão, preferencialmente compostos de água. A nutrição adequada é muito importante. Alimentação correta proporciona melhor rendimento, melhor qualidade de vida. Exemplos do que comer. Mamão papaia, batata, pão integral, ameixa e etc.

Consulte um nutricionista e faça uma avaliação. Reeducação alimentar vale muito a pena.

Trace novas rotas…

Procure novos trajetos para pedalar nos dias de sol forte. Evite subidas íngremes onde se faça muito esforço físico, sol a pico não é nada bom para a saúde. Eu já tive essa infeliz experiência, tive ânsia de vômito, fraqueza no corpo todo e dor de cabeça. Nunca mais pedalo nessas condições.

Devagar e sempre…

Não se apresse, conheça bem seu corpo e saiba até onde você pode e não pode forçar. Em caso de cansaço extremo não é vergonha pedir arrego e voltar de carona, eu mesmo já fiz isso várias vezes.

Pedale no seu ritmo, jogue uma água na nuca, molhe o rosto e se estiver perto de uma cachoeira ou riacho, não perca essa oportunidade de se refrescar e recarregar a bateria. O importante é chegar bem e pronto pra outro pedal.

Hipertensão…

Assim como eu, existem várias pessoas no país que são hipertensas. O ciclismo é super indicado para regular a pressão arterial, porém é preciso certos cuidados nessa época do ano.

medir pressão arterial
Faça exames regularmente.

Evite pedalar nos horários onde o sol está muito forte, o ideal é até as 10:00 da manhã e após as 16:00, mas como estamos no horário de verão, na parte da tarde o ideal é a partir das 17:00 ou 18:00 horas.

A intensidade do pedal deve ser moderado, de 3 a 4 vezes por semana em sessões de 30 a 60 minutos.

Evite pedais em dias de calor intenso, quando estiver cansado demais (indisposto) e com dor de cabeça. Procure um médico de sua confiança e faça exames pelo menos uma vez por ano.

Segurança nos trajetos…

Nosso país passa por problemas na área de segurança, sempre se ouviu falar de bicicletas roubadas, mas nunca como temos ouvido ultimamente.

ladrão de bike.
Ladrão de bike.

O horário de verão tem esse lado super positivo, pode-se sair do trabalho, fazer um pedal e quando você voltar pra casa estará no início da noite. Isso traz bastante sossego principalmente para quem gosta de pedalar sozinho.

O mercado das bikes agradece..

É uma boa oportunidade para gerar novos negócios. As lojas podem ficar abertas até um pouco mais tarde, atendo novos clientes que se animam ao ver como o ciclismo está crescendo, venda de acessórios e etc.

Que venha o sol, que venha o calor, mas lembre-se das dicas acima e pedale sempre em segurança.

Comente e compartilhe com seus amigos.

Fique com Deus e bom pedal.

6 Comentários




  1. Bom dia!! Estou iniciando agora no pedal, tenho uma mountain bike e frequentemente pedalo na rodovia br 101 aqui próximo onde moro em SC. Gostaria de saber sobre dicas de pedalar com segurança em rodovias.. Obs geralmente pedalo sozinho. Abraço!!

    Responder

    1. Boa tarde Wilson. Na paz?
      O Código de Trânsito Brasileiro diz que não podemos pedalar em rodovias, porém nunca vi ou ouvi falar se é fiscalizado. Também gosto de pedalar na BR, o pedal rende mais que na cidade. Mas quando pedalo na BR sempre faço o seguinte: Independente do horário sempre ligo a luz traseira e uso uma camisa de cor chamativa. Pedalar na contramão nem pensar, procure dias e horários com menos fluxo de carro. Cuidado com o desnível entre o asfalto e acostamento, já vi vários ciclistas caírem ao escorregar a roda traseira, principalmente no sentido acostamento-asfalto.
      O ideal é achar um companheiro para ir junto, mas se prefere ir sozinho, avise alguém que horas está indo e qual sentido da BR vai seguir.
      Água, remendo, câmara reserva, espatula para tirar o pneu e uma chave canivete allen também te ajudará a não ficar na mão caso algo estrague na bike. Leve o celular para emergência, mas evite falar pedalando e evite também o uso de fones de ouvido.
      Procure saber se a região que você pedala tem índice de assalto a ciclistas e quais horários isso costuma acontecer e evite esses lugares.
      Segue artigo que fala sobre os direitos e deveres do ciclista.
      Espero ter ajudado, precisando estamos a disposição.
      Feliz 2018, bom pedal e fique com Deus.
      Medo do trânsito? Direito e deveres do ciclista

      Responder

  2. Excelente conteúdo, sou ciclista a pouco tempo e estou amando e com estas dicas fica cada vez melhor as minhas PEDALADAS.

    Responder

    1. Ficamos muito felizes em saber que nossas dicas tem melhorado cada vez mais seus pedais. O ciclismo é um esporte apaixonante e quanto mais andamos melhor ficamos, Tamo junto. Feliz Natal e um feliz Ano Novo, um abraço.

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *