Iluminação Adequada.

Este é mais um item de segurança super importante e que obrigatoriamente deve ter na sua bike. A iluminação.

Existem várias opções e modelos de sistemas de iluminação para sua bike, as mais eficientes são as que tem como fonte de alimentação as baterias, recarregáveis ou não. Funcionam mesmo que a bike não esteja em movimento, tem baixa manutenção e atualmente são super leves e compactas.

Os mais utilizados são os kits safety light de silicone, são vendidos em par, uma luz branca para a dianteira e outra luz vermelha para a traseira. São fixados um no guidão e outro no canote do selim. Alimentado por baterias CR 2032, que são aquelas baterias redondas e achatadas, usadas em relógios de pulso. Esse modelo é muito utilizado por ciclistas que andam em vias públicas iluminadas. Lembre-se que esse modelo de iluminação é um sinalizador, ele não tem potência suficiente para iluminar os buracos das ruas e nem pode ser visto a longas distâncias.  Custam em média R$ 30,00 o par e é super fácil de instalar.

pisca led de silicone
Imagem Meramente Ilustrativa

O modelo de farol (fig. abaixo) são um pouco mais eficientes, eles já te auxiliam passar por ruas mais escuras, onde não tem tanta iluminação pública. Sua bike já pode ser vista de uma distância um pouco maior. São alimentadas por pilhas palito AAA. Farol dianteiro composto por luzes de led, com funções estrobo e estável. Luz traseira compõe as mesmas funções, porém nas bikes a luz traseira sempre será vermelha e a dianteira sempre será branca. Não inverta essa ordem, pois isso pode confundir o motorista que trafega pelas ruas. Custam em média R$ 50,00 o kit.

kit luz traseira e dianteira
Imagem Meramente Ilustrativa

Os modelos citados acima são alimentados por algum tipo de bateria que mais cedo ou mais tarde vai chegar ao fim. E como vivemos numa época onde todos nós estamos preocupados com o meio ambiente, lembre-se de descartar essas bateiras em lugares próprios. A natureza agradece.

Graças a Deus hoje temos tecnologia disponível para todas as modalidades do esporte, e nós ciclistas também ganhamos com isso. O investimento é um pouco maior, mas é compensador em todos os sentidos, principalmente quando lidamos com a sua segurança, que é o assunto  tratado nesse artigo.

Hoje existem tipos de lanternas tanto traseiras quanto dianteiras que são extremamente fortes e que podem ser visto a metros e metros de distância, e o melhor de tudo:  eles vem com carregador próprio, ou via USB ou com carregadores como o que temos nos nossos telefones celulares.

Ser visto a grandes distâncias torna sua pedalada muito mais prazerosa e segura, esse modelo de iluminação tem uma autonomia de uso muito maior que aquelas com pilhas convencionais. Elas resistem muito bem as intempéries, já que a qualquer momento você pode ser surpreendido pela chuva.

luz de freio
Imagem Meramente Ilustrativa

Esse modelo de luz traseira, em uso contínuo tem uma média de 3 horas de duração. O custo é bem acessível e a instalação é super fácil. Custam em média R$ 60,00.

E por último o farol dianteiro de led de 900 Lumens.  Esses faróis são indicados para quem curte pedais em locais com total ausência de luz, passeios em estradas rurais e trilhas fechadas.

kits de farol
Imagem Meramente Ilustrativa

São extremamente fortes, tem farol alto, médio e estrobo. Acompanham esses faróis: um carregador, uma bateria e anéis de borracha para fixação no guidão. São blindados e totalmente aprova d’água. Nesses tipos de farol a função estrobo dura em média 1h30m, nessa função bateria é consumida de forma bastante rápida. Esse faróis custam em média R$ 180,00.

Eu utilizo esse modelo de farol a aproximadamente 3 anos, porém sempre na função de farol médio, onde a durabilidade dá em média de 3 horas de uso.

Na minha opinião independente de usar somente na cidade, raramente estradas rurais e trilhas, sempre sou a favor das lanternas dianteiras e traseiras de maior potência. Como já foi dito, o investimento é um pouco mais alto, mas a nossa segurança sempre está em primeiro lugar.

Pedale em paz, curta os trajetos que você se programou fazer, curta cada momento sem se preocupar se algum motorista não ver sua bike. Invista um pouco mais e curta cada km do seu pedal.

Se você curtiu esse post e ele te ajudou de alguma maneira a escolher a iluminação ideal para seu uso, comente e compartilhe com seus amigos.

Bom pedal e fiquem com Deus.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *