Qual kit de câmbio ideal para minha bike? Invista o certo.

Qual kit de câmbio ideal?

O mercado de bikes tem crescido bastante no nosso país. As pessoas tem utilizado as magrelas como meio de transporte, atividade física e lazer.

Muitos dizem que é moda, porém eu acredito que é uma tendência, que esse crescimento não para mais e com isso cresce também as marcas que tentam pegar sua fatia no mercado, afinal o sol nasce para todos.

Várias marcas se preocupam com a qualidade dos produtos que colocam no mercado, tendo como objetivo o bem estar e a segurança dos ciclistas, mas também tem empresas que colocam produtos com preços baixos.

Empresas sem muito now-how,  que simplesmente vêem uma oportunidade de entrar num mercado muito promissor, porém a qualidade desses produtos é tão baixa quanto o preço e é aí que é preciso ter muito cuidado.

Shimano…

Fundada em 1921, a japonesa Shimano, possui um linha completa de transmissão e freios para bikes  MTB, Passeio e Road Bikes, ou Bikes de Estrada. São grupos funcionais desde o modelo de entrada da marca. Na minha opinião o melhor custo x benefício desse imenso mercado.

A empresa investe em alta tecnologia, buscando sempre o máximo, até alcançar a quase perfeição, para que chegue em nossas mãos produtos eficientes, duráveis e de fácil manuseio.

Cada grupo de transmissão tem sua função específica, para que você invista certo e tenha muito mais segurança, conforto e prazer. Quando entrar num Bike Shop, deixe bem claro para o atendente como você vai utilizar a bike  para não correr o risco de ter problemas futuros.

Modalidades…

Vou comentar abaixo sobre alguns modelos da Shimano, qual classificação e estilo eles se encaixam. Nas MTB o uso de trilhas leves, esportivas, casual e cicloturismo. Nas Road Bikes somente a linha de iniciantes e entusiastas. Será comentado dos componentes 2017.

Algumas bikes vem com componentes misturados, tais como, freio Shimano Altus, Alavanca de câmbio Shimano Acera, Câmbio Traseiro Shimano Alivio, Câmbio Dianteiro Shimano Tourney, isso é ruim? Não. Então por que devo dar preferência para o Grupo completo?

Quando você compra uma bike com o Grupo Completo Shimano Altus por exemplo, você tem aí a certeza de total compatibilidade entre os componentes.

Você consegue extrair o máximo que cada componente pode te oferecer, e numa bike com componentes misturados, é desperdiçado o que os componentes tem de melhor.

Por exemplo, numa bike com câmbio traseiro Alivio, câmbio dianteiro Acera e trocadores Altus, o que tem de melhor aí é o câmbio traseiro Alivio, e como eles não são compatíveis, não conseguimos extrair o seu melhor desempenho.

Normalmente as montadoras  mesclam os componentes para reduzir custos. É importante lembrar que as bikes que tem essa mescla também são funcionais.

A Shimano indica a utilização do kit completo, dessa forma diminui o desgaste da relação de transmissão e desregula com menos frequência.

Assim nós ciclistas podemos desfrutar de um desempenho mais estável e com menor possibilidade de problemas.

MTB Casual e Esportivo.

Shimano Tourney e Tourney Tx. 21V e 24V –  muito funcional para uso urbano e casual, indicado para MTB esportiva, geralmente utilizada por ciclistas iniciantes. Para girar em asfalto e trajetos curtos de estrada de chão. Utiliza freios a disco mecânico.

Imagem Meramente Ilustrativa

Shimano Altus 24V e 27V-  MTB casual e esportivo, indicado para trilhas leves, estrada de chão e asfalto. Para bikes que utilizam suspensão com curso curto. Possui alto desempenho na troca das marchas, são suaves e bem leves. Geralmente utiliza freios a disco hidráulico.

Imagem Meramente Ilustrativa

Shimano Acera 24V e27V – trocas rápidas, precisas, mais fáceis e consistentes, são mais resistentes e duráveis que o grupo citado acima. Indicado para uso urbano, trilhas leves, estrada de chão e cicloturismo. Existem algumas bikes no mercado que são montadas com o câmbio traseiro Shimano Acera, porém de 24V.

É o caso da GT Timberline, um ótimo custo x benefício, tem uma ótima geometria do quadro. Nesse kit os freios são a disco hidráulico.

Imagem Meramente Ilustrativa

Shimano Alivio 27V – compacto e integrado, utilizado também em trilhas leves e longas distâncias de estrada de chão e cicloturismo. Já tem o trocador de marcha integrado com o manete de freio, proporciona passagem de marcha otimizada.

Tem a grande vantagem de não apresentar problemas com frequência. Já apresenta freios hidráulicos para melhor controle e estabilidade nas frenagens.

Imagem Meramente Ilustrativa

Existem grupos mais sofisticados dos que os citados acima, porém são para trilhas mais pesadas. É uma linha voltada para o ciclismo mais profissional. São: Deore, SLX, XT e XTR que é o topo da linha MTB.

Galera é muito importante lembrar que os grupos citados acima, Tourney, Altus, Acera e Alivio são utilizados para MTB casual e esportivo, não sendo apropriados para trilhas pesadas.

A utilização desses grupos em trilhas pesadas pode causar quebra dos componentes e pode por em  risco a sua segurança. Portanto se você tem intenção de fazer uma trilha pesada, invista em algo criado para tal. Segurança em primeiro lugar.

Road Bike ou Bike Speed

 Shimano Tourney A070 14V –  tem uma relação bem apropriada para uso urbano, para deslocamentos não tão longos. São leves e rápidas, ideal para grandes centros.

Pode ser equipado com alavancas de câmbio tipo Caloi 10 ou DCL, Dual Controler Lever, que são as alavancas de câmbio integrada com os freios.

É o que recomendo utilizar, paga-se um pouco mais nas bikes que tem esse sistema, mas vai te oferecer muito mais segurança, já que nas alavancas estilo Caloi 10, é preciso tirar a mão do guidão para efetuar a troca de marcha, já o DCL não é necessário, você tem todos os comandos bem na mão.

Imagem Meramente Ilustrativa

Shimano Claris 16V – ideal para entusiastas e pessoas que estão afim de competições de estrada para iniciantes ou simplesmente curtir. Oferece trocas leves, precisas e super eficientes.

A grande vantagem desse grupo é que são duráveis e tem baixa manutenção.  Caloi Strada, Soul 1R1 e Groove Overdrive 50 vem com Shimano Claris e são encontradas facilmente no mercado nacional e custam em média R$ 3.000,00.

Imagem Meramente Ilustrativa

Shimano Sora 18V – mais robusto, mais confortável e com mais recursos, gerando assim uma pedalada mais esportiva para ciclistas iniciantes e entusiastas. As trocas são mais leves e precisas, principalmente por causa do novo design do câmbio dianteiro. Teve ganho de 20% no desempenho das frenagens, devido à pinça de freio ter pivô duplo.

Imagens Meramente Ilustrativa

Assim como nas MTB´S as Road Bikes também tem uma linha voltada para o ciclismo profissional. São: Tiagra, 105, Ultegra e Dura-Ace, que é a topo de linha do fabricante. São grupos de alto desempenho e tecnologia.

Conclusão…

Pesquise bem, tenha certeza absoluta do uso que fará da sua bike, seja ela MTB ou Road Bike, faça sua atividade física, seu lazer, pedale, conheça lugares diferentes.

As duas são sensacionais, principalmente pelo custo x benefício que elas proporcionam nas minhas pedaladas.

Nesse post comentamos sobre os kits que são usados nas bikes, tanto MTB quanto as Road Bikes. Se conseguimos ajudar na sua decisão, comente, curta e compartilhe. Siga o Dicas de Pedal nas redes sociais.

Use sempre equipamentos de segurança, bom pedal e fiquem com Deus.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *